Sem título Untitled 2003-2006 Renda e Linho Lace and Linen Dimensões variadas Dimensions variable . 27 Bienal de São Paulo Como Viver 2006
Brincar com Volpi 2007 Madeira papel laminado linho e renda bico de cambraia Wood coated paper linen and bico de cambraia lace Dimensoões variadas Dimesions variable
... esta instalação, formada por 12 mesas e milhares de peças triangulares de cor verde e branca, propõe um jogo ao público. A relação entre arte e vida estreita-se por uma obra que põe em questão a democratização da obra de arte. Seguindo a lógica dos produtos populares, cerca de 6 mil saquinhos plásticos, contendo múltiplos do jogo, serão vendidos a R$1,00. FARIAS, Agnaldo., TEJO, Cristiana. Futuro do Presente. Itaú Cultural. São Paulo 2007.
Sem título Untitled 2012 Fita de cetim e linho Satin ribbon and linen cloth 100 x 70 x 20 cm
O rio da minha rua 2000 Fotografia Photography 32 x 21 cm
Quando chegou estava quase paralisado. Pensando no tempo. Tentando ver de que forma poderia não senti-lo passar. Há toda uma culpa. Sentimento. Cobrança bem no íntimo. Não gostaria nem de pensar. Mas a possibilidade é nula a esse respeito. E faz ficar ainda mais imóvel. Com o horizonte perdido. A todo o momento. A negação de toda história buscava ser apagada. Não quero lembrar... Não quero lembrar... Não quero lembrar... Era a primeira vez. No entanto... Tudo sairia de maneira distante do pensamento do sonho... Nunca acreditar nas imagens da consciência que se formam perfeitas. A imensidão nos sonhos se torna pequena. A realidade mostrava-se distante das palavras que a pouco falava. A aparência da ordem era necessária. Ao público. A calmaria. A ideologia também tem seus abismos.
Expansão 2007 Fotografia Photography 32 x 21 cm . Revista Lugares
Me Molde 2012 Brim cotton cloth Dimensões variadas Variable dimensions
info textos pdf superfície amparo60 news
Alegórico 2012 pastel a óleo sobre papel Pastel on oil paper 15 x 21 cm
Alegoria 2014 Fita e alumínio Ribbon and aluminum 60 x 10 cm
Rosário 2003 Cetim fita de cetim Satin satin ribbon ribbon Dimensões variadas Variable dimensions
Sem título Untitled 2011 Fotografia Photography 32 x 21 cm
Expansão 2011 Grafite e papel Graphite and paper 15 x 21 cm
Sem título Untitled 2000 Renda e Linho Lace and Linen 68 x 70 cm
Brincar com Lygia Playing with Lygia 2005 Madeira papel laminado linho e renda bico de cambraia Wood coated paper linen and bico de cambraia lace Dimensões variadas Dimensions variable . 27 Bienal de São Paulo Como Viver 2006
Brincar com Lygia . Comissionado pela Fundação Bienal de São Paulo para a 27BSP Como Viver Junto.
Quinze dias de construção e trocas na Ilha do Bispo, com o apoio do Conselho Comunitário da Comunidade
Índio Piragibe e a colaboração de Moça, Josélia, Marilene, Edleuza, Janaína, Jose, Vânia, Penha, Juliana, Nenê,
Dedé, Carlinhos, Preta, Prazeres, Erenilda, Giselane, Lucinéia, Luiz, Cristiana, Ana Paula, Solon, Gizelly, Karla,
Érica, Valquíria, Gero, Lucilene, Edvânia, Carlos Antonio, Josileide, Nil, Adriana.
   
Brincar com Lygia integra um projeto mais amplo de Martinho Patrício chamado Brincar com Lygia, com Hélio, com Volpi, com Rubem uma grande conversa deste artista paraibano com “colegas” que o influenciaram ou que carregam similaridades de foco. O trabalho ora comissionado pela Malakoff é um diálogo afetuoso de Martinho com a criadora de um caminho de experimentação construtiva que redimensionou o espaço e a participação do público nas proposições artìsticas: Lygia Clark. É a essência conciliatória (de uma pesquisa internacional como o concretismo que se desenvolve com cores locais) e participativa de parte da pesquisa de Lygia que atrai este artista no momento, em especial as possibilidades abertas pela série Bichos (1960), em que chapas metálicas articuladas por dobradiças vão ganhando formas diversas, graças à manipulação do público. O procedimento proposto pelo artista alia seu interesse pela forma (até então conseguida por tecidos, fitas, fuxicos, rendas e suas cerziduras) à espontaneidade de configuração de um jogo como o de búzios. Outra jogada está implícita na obra quando o artista coloca-a à venda por R$ 1,00. Múltiplos, os trabalhos tensionam o valor da arte e sua democratização, assim como outras questões institucionais. Playing with Lygia integrates a broader project by Martinho Patrício called Brincar com Lygia, com Hélio, com Volpi, com Rubem (Playing with Lygia, with Hélio, with Volpi with Ruben) a big conversation between this Paraiban artist and “colleagues” who have influenced him or who have a similar focus. The work now commissioned by the Observatório Cultural Malakoff, in Recife, is an affectionate dialogue of Martinho with the creator of a path of constructive experimentation that has given a new dimension to space and the participation of the public in artistic proposals: Lygia Clark. It is the essence of conciliation (of an international study of concretismo developed with local colours) and participation in part of Lygia´s study that attracts this artist at the moment, in particular the possibilities opened by the series Bichos (Beasts) (1960), in which metalic plates articulated by hinges gain various forms, thanks to manipulation by the public. The procedure proposed by the artist allies his interest in form (previously achieved through fabrics, tapes, fuxico patchworks, lace and his fine-drawing) to the spontaneity of the configuration of a game such as búzios. Another game is implicit in the work when the artist places it for sale for R$ 1,00. Through their multiplicity, these works enhance the value of art and its democratização, in addition to other institutional questions. TEJO, Cristiana. Brincar com Lygia (Playing with Lygia). Recife: Observatório Cultural Malakoff, 2005.
Brincar com Lygia 2005 Madeira papel laminado linho e renda bico de cambraia Wood coated paper linen and bico de cambraia lace Dimensoões variadas Dimesions variable . Exposição Individual Observatório Cultural Malakoff Recife
Fotorafias Photos Museu de Arte Moderna Aluísio Magalhães Brincar com Lygia Torre Malakoff Flávio Lamenha